sábado, 17 de setembro de 2011

Aula de Pintura _ uma crônica

Meu professor de pintura me diz que sou uma aluna intuitiva. E pouco disciplinada. Preciso aprender a "ser lógica" para deixar de destruir quadros que faço durante a aula; pintar e desmanchar o que pintei pintando outro quadro sobre aquele. Que desperdício de energia, pensei.
_Ser cartesiana? _ lhe pergunto.
_ Por que não?! Não sei que curso você fez contra o cartesianismo.
_O de estar casada com um cartesiano, o que meu marido diz ser, há tantos filhos e netos.
Conto ao marido cartesiano o impasse, e ele responde:
_ Antes de Renée Decart houve um cartesiano _ Leonardo Da Vince.
_ Leonardo?! (me espanto).
_ Como não? Da Vince foi pintor, desenhista, pesquisador, cientista.

Não pude deixar de concordar. Concluo: fronteiras rígidas precisam ser derrubadas. Apenas as rígidas. Ainda não sei o que é isto. No entanto, é o que venho fazendo, venho derrubando fronteiras; as rígidas. Meu mestrado e doutorado: _ "A palavra in-sensata, poesia e psicanálise" e "Corpo-de-sonho, poesia e psicanálise". Que coisa, não desisto. Aliás, como no I Ching os elementos se permeiam, o dia e a noite, o café e o leite...Sou ou não cartesiana?

6 comentários:

  1. vc é mais um ponto de luz neste planeta..
    continue pensando com o coração..

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  2. Amiga Eliane, passando por aqui para deixar o meu carinho.
    Um grande abraço. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir
  3. Entre dois vetores cartesianos cabem muitas curvas,:) Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  4. Olá Eliane, só agora li o seu texto sobre o México, deixei lá comentário. Reparei na foto e quero ler esses livros!!! Você é uma luz desconcertante. beijos e mais beijos.

    ResponderExcluir
  5. Hugo, envia seu endereço físico que enviarei livros meus para v; não os da foto, pois estes são da editora, não meus, acredita? Se eu quiser preciso comprar ~eta vidinha! Fico muito feliz se v. quiser os de literatura; vou postar as capas.

    ResponderExcluir