quinta-feira, 3 de maio de 2012

Liberdade





(Acervo pessoal, de Eliane Accioly, acrílico sobre tela, 2011, título, Natureza viva)

















Em minha casa escolho o que como
e o que bebo,
o lugar onde descanso,
a roupa que uso,
ou se nua

Na casa dos outros aceito o que me dão

Em minha casa apenas dou
a quem vier,
o melhor de mim

2 comentários:

  1. saudade...
    adorei o poema e a foto também!

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  2. Belíssimos, o texto e a imagem!

    Flores e estrelas pra você!

    ResponderExcluir